quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Balada de corredor de faculdade

Como num romance, lhe aparecera subitamente com um sorriso radiante. Entrou na sala lado, sempre com olhos fixos, naquele estilo fatalmente sedutor. Tinha a pele cor de cobre e olhos verdes, cabelo preto, liso, bem cortado e perfeitos dentes brancos, músculos por todos os lados e apesar da displicência era bonita de verdade.  Vestida no seu vestido branco e rodado, pele rosada e cabelo castanho num rabo-de-cavalo, ficou desconcertada, interrogativa com o que tinha sido aquilo, voltou para sua sala pensando no ocorrido. Não aguentou. Saiu mais cedo da aula, sentou no banco do corredor, sacou o celular da bolsa e se entregou a altos papos. Queria pensar em qualquer coisa exceto no moço tão galanteador. E nessa de várias conversas, não percebeu o intervalo, e ao olhar pro lado flagra seu bonito moço rindo alto com amigos no corredor. Só teve tempo de dar uma olhada, antes que ele percebesse, piscou o olho fulminantemente e soltou mais um sorriso avassalador. Mas a moça já tava acostumada, e ele era um gato!, no mesmo instante virou de lado e fez cara de quem estava entediada. Ele perdeu a graça, foi até la perguntar o que se passava e ela respondeu cinicamente que em vez de sorrisos prefere um 'oi'. Só sei que o cara ficou com a cara no chão, e antes de mais uma investida recolocou o sorriso no rosto e perguntou o que sorriso fazia de mal. Ela já meio balançada com o perfume do cara, respondeu que as melhores conversas começavam assim. Como última cartada, ele pediu um recomeço, se ela queria ir ao cinema no dia seguinte e que definitivamente começaria com um oi. Mas novamente, ela se deu bem com o moço, falou que se começasse certo e seguisse interessante, talvez até terminasse com um beijo. Por fim só resta contar que eles agora já tem dois filhos. Ela empresária e ele é meu amigo, adoro essa história de meio de intervalo, corredor lotado e sem eira-nem beira. Quem foi que disse que o amor é premeditado? Só diz contrário quem nunca amou assim!

3 comentários:

renatocinema disse...

Lembra muito minha história de amor.

São 11 anos juntos, seis de casado, sem filhos, muita entrega, muita paixão e teremos agora a primeira viagem para meu sonho "Portugal".

Tammy disse...

Muito legal.Melhor saber que é fato real!!!

Iasmin Cruz disse...

Oi, quero te convidar para conferir a entrevista com a Juliane Bastos: http://iasmincruz.blogspot.com/2011/10/entrevista-com-juliane-bastos.html

Ótimo fds!