quarta-feira, 22 de junho de 2011

Desamor




...


O coração ardia. Insistentemente, arrisco dizer. A moça dos olhos azuis continuava ali na cama, na mesma posição de duas horas atrás e das duas horas anteriores. Deitada com os olhos marejados e as mãos sobre a barriga segurando o vazio. Talvez o que chorasse fosse o azul dos seus olhos, talvez as mãos só tentassem se agarrar ao mais seguro, ao ar. Talvez a vida naquele momento fizesse algum sentido. E fazia, a tristeza se propagava pelo quarto, escoria pelo chão, tomava as paredes e lhe fazia companhia. O silêncio imperava, cortado vez ou outra por um suspiro lamentoso, tímido, daqueles oriundos do fundo, do fundo do coração. O sol lá fora já se despia de luz, e em algum lugar na casa vizinha, um rádio tocava uma Ave Maria pontual. Nesse momento, como uma bênção, a moça sentou-se na cama, pôs as mãos oração e implorou um: "Senhor, alivia me coração", e agradeceu. Deixou o corpo tombar novamente na cama, agora de lado. Um mão abaixo do triste rosto, outra estendida seja lá para onde. Sentira que Deus não ouviu sua prece e seu peito continuava assim amargo, assim pesado, assim arrasado. Voltou a chorar, dessa vez como se a terra rebentasse ou se o céu houvesse caído entre os homens. Mas quem caiu foi a noite. De repente a noite já havia consumido tudo. De repente tudo ficou escuro. Não teve coragem de levantar para acender a luz. Só chorava, só chorava. E lá fora a as estrelas se prestavam  de testemunha, e o vento se prestava também de companhia, mas nem eles nem a lua conseguiam expulsar a solidão do quarto. Então a moça continuou ali, chorando desesperada, chorando pelo resto da noite. Porque coração partido não é coisa que se conserta.


"Por que ele preferira outra, por quê?"
- O único pensamento. 

6 comentários:

renatocinema disse...

Adorei.

Adoro textos tristes, solitários, amargos em certa dose.

Solidão e coração quebrado não se conserta. Nem com Deus.

Jessica disse...

"Por que.. ?!"

Jéssica Trabuco disse...

Dói tanto, não é? ;x

Dani Ferreira disse...

~ Ah, que triste :/ Acho que não existe ninguém que tenha encontrado resposta para essa pergunta. Isso é bem chato D:
Bgs :*

Amanda Lemos disse...

Gostei bastante do Blog.
Muito interessante !

É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
http://bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já !

Letícia R. disse...

Intenso e triste. Nem preciso dizer que adorei.