domingo, 21 de novembro de 2010

Oração

























- Não, eu não sei rezar. Mas vim aqui, porque preciso de seu perdão, Deus. Sabe, preciso de uma direção. E, bem, não estou acostumado com isso. Se pra começar a rezar, preciso começar contando minha vida, foi assim. Filho de um transa qualquer, fui criado sem pai. Não, Senhor, não conheço ele. Seria bom se algum dia eu descobrisse quem é, para imaginar se teria sido um bom pai ou não. Por enquanto penso que poderia ter sido, sabe? Daqueles pais que dão presentes legais de Natal. Eu nunca ganhei bons presentes de Natal. Minha mãe não tinha dinheiro pra isso. Oh Deus, olha por minha, que tá aí no céu, sob sua proteção. Eu sei que ela tá aí, porque foi boa mulher. Lutou por mim, dois empregos, faltou luxo mas não faltou comigo e jamais permitiu que eu trabalhasse. Me mandou pra escola e se virou sozinha, porque quando ela veio de Rondônia pra cá, não trouxe nenhum parente. Não conheço nenhum parente, sou só no mundo. Mas ela preencheu o vazio de todos esses parentes que eu nunca tive, só faltou um pai. Ela não teve outros homens, porque dizia que mulher direita só se entregava a um só. Se o que ela escolheu foi o errado, não tinha direito a outro. Pois é, Senhor, ela foi direita. Ilumine-a, por favor. E se puder dar um recado, diga-lhe que eu tenho saudade, dos abraços e do feijão. Três anos sem ela, Deus. O pequeno apartamento que ela me deixou, vive vazio sem som do rádio que vivia ligado. Minha vida tá assim, vazia. Ainda bem que ela garantiu meus estudos, viu eu me formar em técnico em informática, por uma escola técnica aqui em São Paulo. Quatro anos de formado, e ainda não achei um emprego descente. É difícil trabalhar, Senhor, ganhar um direito justo pelo suor, é por isso que hoje tento rezar. Nunca fiz nada de errado, nunca roubei ninguém, não mato nem bicho, não uso droga, não sou traficante. Sou direito, que nem minha mãe, queria ter rumo na vida. Perguntei o que fazer a um padre, e ele disse "Creia no Senhor, Ele é quem tudo pode.". Então, se o Senhor puder me dar um caminho, seria muito bom. Eu não tenho dinheiro para o dízimo, e quase não tenho dinheiro para comer. Mas peço de coração. Me ajuda, Senhor, me ajuda.
Amém.

6 comentários:

*Amanda* disse...

*A fé move montanhas*

;)

Rodolpho Padovani disse...

As melhores orações são aquelas que fazemos com o coração ^^

renatocinema disse...

Nessa manhã complicada peço licença para utilizar uma parte da frase final. "Senhor, me ajuda".

Nina disse...

Nossa, que comovente! Lindo! Amei!

Bjinhos

Nina

Letícia R. disse...

Oin que lindo, super comovente mesmo. Amei essa humildade toda dele para falar com Deus. Simples, triste e lindo. Me fascinam textos assim.

• cynthia bs disse...

Lindooo *
Quem tem fé em Deus via longe...